sábado, 2 de novembro de 2019

TPI divulga programação para novembro na Tenda


O Teatro Popular de Ilhéus está com diversas atrações para o mês de novembro. Logo nestas segunda e terça-feiras, dias 04 e 05, a partir das 18 horas, acontecerá na Tenda parte da programação do VIII Festival de Dança de Itacaré. O evento, que ainda ocorrerá até o dia 10, passará por diversos pontos das cidades de Itacaré e de Ilhéus. As atividades de Ilhéus acontecem na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, Academia de Letras e Arrisca Cia de Dança. Em Itacaré, serão realizadas no Centro Cultural Porto de Trás, Estúdio Armondes, Casa Fluir, Passarela da Vila, Praia do Resende.
 Serão apresentados na Tenda quatro espetáculos de dança de companhias de Ilhéus, Salvador, Fortaleza (CE) e Itapitanga (MG), além da exibição de um vídeo dança de uma companhia de Itapioca (CE). O evento tem entrada franca, e é realizado pela Comunidade Tia Marita, com o apoio institucional da Casa Ver Arte e apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura. Mais informações pelo site www.festivaldedancaitacare.com.br.
Ainda no dia 05, a partir das 18 horas, concomitantemente ao Festival de Dança, será realizada da V Feirinha Popular de Produtos Regionais do TPI. Esta edição homenageará o Dia Nacional da Cultura, e oferecerá vários produtos feitos por pequenas comerciantes da região. O público terá a possibilidade de consumir itens como artesanatos diversos, produtos de beleza, moda e saúde, além de variedades gastronômicas a preços populares.
Dos dias 15 ao 23 acontecerão as oficinas da III Vivência Drag com a arte Drag Queen do Grupo Maktub. Trata-se do terceiro encontro de atuantes interessados na arte Drag Queen para conversas, trocas e exercícios teatrais da descoberta e experimentação com a sua “Queen”. Aberta para todos os gêneros, a oficina culminará numa mostra experimental com as participantes que acontecerá no dia 23 (sábado), às 20 horas. Com classificação 18 anos, as inscrições são gratuitas pelos telefones (73) 98859-4961 e 99138-1371. Já a mostra, que terá o tema “Cabaré Show”, também tem classificação 18 anos, e a forma de ingresso será na modalidade “pague quanto quiser”.
No dia 22 de novembro (sexta-feira) haverá mais uma exibição do espetáculo “Baltazar e a terrível peleja entre o Cangaceiro e o Coronel ou às vezes tem briga que termina em merda”. A montagem é um teatro de mamulengos e conta a história de Baltazar, um trabalhador muito astuto que descobre por acaso o ataque do Cangaceiro mais temido do sertão, João Valente, à cidade para cobrar vingança do Coronel João Redondo. O Coronel é pai de Minelvina, por quem Baltazar se desmancha de amores. Com a ajuda do amigo Benedito, Baltazar, medroso de corpo e alma, vai pôr em prática suas artimanhas para salvar a vida do Coronel e cair nas graças de Minelvina. Uma prova de que “a violência não é nada diante da inteligência”. Com direção musical de Antônio Melo e cenários e figurinos de Shicó do Mamulengo, o espetáculo tem texto e direção de Romualdo Lisboa. Nesta exibição teremos a presença especial na plateia dos alunos do IF Baiano de Uruçuca e comunidade uruçuquense através do projeto "O IF Baiano te leva ao teatro". A classificação é livre, e os ingressos estarão à venda a R$20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).
No dia 29 (sexta) ocorre a terceira edição do Sonora – Festival Internacional de Compositoras. O evento traz apresentações musicais exclusivamente protagonizada por mulheres compositoras do Litoral Sul da Bahia, com participação especial de mulheres autoras das demais linguagens artísticas, como a dança e a literatura. Com classificação livre e marcada para começar às 19 horas, a forma de ingresso é “pague quanto quiser”. Nesse mesmo dia acontece ainda a 6ª edição da Feirinha Popular de Produtos Regionais do TPI, que começará às 18 horas em frente à Tenda.
Por fim, desfechando a programação do mês, no dia 30 (sábado), às 20 horas, vai em cena o espetáculo “Aruna”. Com encenação e direção de Valdiná Guerra, o espetáculo é resultado de um trabalho de pesquisa realizado pela turma de formando 2019 do Curso Técnico em Teatro do CEEP do Chocolate Nelson Schaun em conjunto orientado pelos docentes-técnicos do Curso (Daniel Moreno, Maria Helea Tavares e Valdiná Guerra). Aruna conta a história de Una, a personagem que representa a quintecência da criação do universo. Ela precisa fazer um longo caminho de descobertas. E isso irá acontecer através do entendimento do jogo da vida. Entre jogar, aprender a jogar e a criar o próprio jogo, Una entende que o poder da criação, que ela tanto almeja está dentro dela. No elenco estão Adriele Lima, Beatriz Mendonça, Deko Mutalambô, Jean Pyerre, Layssa Vitória, Raquel Santana e Yuri Antony. A classificação é livre e os ingressos custarão R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).
O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural independente, fundada em 1995 e atualmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo que custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

TPI faz campanha de arrecadação de materiais para estrear seu novo espetáculo


“Sonho de uma noite de verão” estreia dia 21 de dezembro

Shicó prepara figurinos do TPI - Foto Haísa Lima
 O Teatro Popular de Ilhéus está em fase de preparação do seu novo espetáculo, “Sonho de uma noite de verão”, que tem previsão para estrear no primeiro dia do verão, 21 de dezembro. A montagem tem texto e direção de Romualdo Lisboa, livremente inspirado na obra homônima de William Shakespeare. O espetáculo conta ainda com direção musical de Cabeça Isidoro e direção de movimento do diretor teatral Luis Alonso-Aude.
E para que sua estreia seja possível, o grupo está realizando uma campanha de arrecadação de alguns materiais necessários para a construção dos cenários e figurinos. Os materiais mais importantes para o projeto são: colchões de espuma, mosquiteiros, malas (especialmente antigas e de couro – mas todo tipo é bem vindo), bicicletas (especialmente antigas ou velhas), sombreiros de praia, potes e panelas de barro. Quem possuir algum desses materiais para doação, pode fazer a entrega diretamente na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes; ou pode ainda entrar em contato com o grupo pelo whatsapp (73) 98822-0057.
Outra campanha: conte o seu sonho
Além da campanha de arrecadação, o grupo também está recebendo participações em vídeo por parte do público. Intitulada “Qual é o seu sonho?”, a campanha convida o espectador a fazer parte do espetáculo que está sendo montado, através da seguinte proposta: enviar um vídeo de no máximo 1 minuto de duração, gravado com o celular na posição horizontal, contando um sonho seu – seja um desejo de vida, seja um sonho noturno ou um devaneio. Os vídeos serão montados em uma projeção especial que fará parte do espetáculo.
Preparação intensiva
Enquanto o Centro Técnico de Figurinos, Cenários e Adereços, coordenado por Shicó do Mamulengo, confecciona o material que irá compor o espetáculo, os atores envolvidos na montagem têm se preparado diariamente em ensaios e oficinas voltadas para a construção da obra – que contará com um palco elevado na forma de um andaime onde os atores realizarão diversas cenas. Além disso, o grupo recebeu ainda o diretor teatral Luis Alonso-Aude, cubano naturalizado brasileiro, ganhador do Prêmio Braskem 2019 na categoria de direção. O convidado está realizando a preparação dos atores e a direção de movimento do espetáculo.
O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural independente, fundada em 1995 e atualmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo que custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

TPI abre inscrições para oficina de figurinos e adereços



O Teatro Popular de Ilhéus está recebendo inscrições para a Oficina de Confecção de Figurinos e Adereços para Teatro, a ser ministrada pelo figurinista Shicó do Mamulengo. O curso propõe o estudo e construção de figurinos pelo método da “moulage”, e é gratuito, voltado especialmente para pessoas que já têm prática com costura ou que trabalhem como teatro. É necessário ainda ser maior de 16 anos.
As inscrições vão até o dia 19 de outubro, e podem ser feitas online. Para isso, basta que o interessado envie um e-mail com o assunto “Inscrição oficina” para o endereço ascomtpi@gmail.com, informando no corpo do e-mail seu nome completo, data de nascimento, endereço e telefone. Entretanto as vagas são limitadas, sendo apenas 10 disponíveis por ordem de inscrição. As aulas começarão já no dia 21 de outubro, indo até o dia 31, e acontecerão de segunda a sábado desse período, das 09 às 12 horas e das 14 às 17 horas. Ao final do curso, os inscritos que obtiverem pelo menos 70% de frequência farão jus ao certificado de 60 horas de oficina.
A oficina faz parte das atividades que vêm preparando o próximo espetáculo do TPI, “Sonho de uma noite de verão”, que tem previsão para estrear dia 21 de dezembro. A obra de Shakespeare adaptada por Romualdo Lisboa está em fase de ensaio, e terá parte de seus figurinos executados durante a oficina de Shicó através da técnica da “moulage”, que é uma forma de modelagem cuja criação é feita diretamente no manequim, permitindo um acabamento mais aprimorado.
Shicó do Mamulengo faz parte da equipe do TPI desde 2014, coordenando o Centro Técnico de Figurinos e Adereços, criando cenários, figurinos, adereços e bonecos para os espetáculos do grupo. Nascido Francisco de Assis, é natural de Açu, no Rio Grande do Norte, e é ainda mestre mamulengueiro, arte que lhe confere seu nome artístico. Já ministrou diversas oficinas no TPI sobre métodos de confecção de figurinos e adereços, agregando o ensino de suas técnicas ao trabalho de criação para os espetáculos do TPI.
O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo que custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.