segunda-feira, 11 de junho de 2018

CURSOS DE PIANO, TECLADO E TEORIA MUSICAL AMPLIAM CARÁTER PEDAGÓGICO DA TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS.






            Quem passa pela Avenida Soares Lopes e visualiza a Tenda TPI, espaço administrado pelo grupo Teatro Popular de Ilhéus, percebe uma gama de oportunidades para despertar o lado artístico. Aulas de Bateria, Teatro, Figurino, Violão e Capoeira são algumas das oportunidades que o ilheense tem no local.
            A partir do mês de junho três novos cursos surgem para ampliar esse leque. Às quartas e quintas, a partir do dia 13 (quarta-feira), a professora Lily Roure ministrará o curso livre Música Como Terapia. São aulas de teclado, piano no teclado e teoria musical para crianças, adultos e melhor idade.
            As inscrições são feitas pelo WhatsApp através do contato (73) 98244-8212. Formada no curso superior de Licenciatura em Música, pela Universidade Federal de Goiás, a professora Lily Roure tem mais de 30 anos de experiência na área. Ela explica que “segundo estudos, pessoas que estudam partituras musicais desenvolvem 20% mais áreas do cérebro em comparação como pessoas que nunca estudaram partituras musicais”. Com um curso personalizado, as aulas são individuais e agendadas sempre para o turno da manhã. A duração de cada aula é de 50 minutos.
O investimento mensal é de R$156,00 reais e a inscrição é gratuita. A apostila do curso é adquirida pelo valor de R$ 20,00.


terça-feira, 22 de maio de 2018

CLÁSSICO DE BERTOLT BRECHT EM CARTAZ NA TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS








A história de uma mãe que deseja proteger os filhos da guerra.  A montagem de “Os fuzis da senhora Carrar”, do Teatro Popular de Ilhéus, está de volta combinando música e projeções audiovisuais.
Dirigido por Romualdo Lisboa, o espetáculo narra a história de Teresa Carrar, uma mãe, viúva, que tenta manter a integridade dos filhos em meio à Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Escrita em 1937 por Bertolt Brecht, a peça provoca o público a pensar sobre a estupidez de qualquer guerra. A desumanização e a impotência a que são submetidas as sociedades. O Teatro Popular de Ilhéus faz uma relação com as guerras urbanas que vivemos diariamente.
A montagem fica em cartaz nesta sexta-feira (25/05), às 19h. Logo após o espetáculo haverá um bate-papo com o ativista político Shi Mário Schneider, com o tema “Mobilização popular: o caso Reúne Ilhéus”.
            A apresentação acontece na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes e tem classificação indicativa de 12 anos.
O grupo é mantido pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais (uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia).

            Mais informações pelo telefone (73) 4102-0580 ou pelo site www.teatropopulardeilheus.com.br.



quarta-feira, 16 de maio de 2018

MEDIDA POR MEDIDA, DO TEATRO POPULAR DE ILHÉUS, ESTÁ DE VOLTA!


        
            O espetáculo, inspirado na obra homônima do dramaturgo britânico William Shakespeare, acontece nesta sexta-feira, às 19h, na Tenda Teatro popular de Ilhéus.  A montagem é uma comédia onde a história se desdobra a partir das decisões de Ângelo (juiz implacável que substitui o Duque de Viena) cumprindo à risca as leis. A peça aborda ainda temas como poder, corrupção e os dilemas éticos e morais da vida pública e privada.
            Quando estreou, fruto do projeto de ocupação do Teatro Castro Alves, em Salvador, o espetáculo reuniu ao TPI o Grupo Clowns de Shakespeare, de Natal/RN. Foi o projeto do TCA.NÚCLEO 2014, da Fundação Cultural do Estado da Bahia.
            Para esta apresentação de sexta-feira (18/05), a novidade é um bate-papo com o Prof. Dr. Helvécio Giudice Argolo, com o tema “A (im)parcialidade do Judiciário e a (des)confiança do povo na justiça: mitos e verdades”.
            A Tenda TPI fica localizada na Avenida Soares Lopes e é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.
            O expectador que quiser antecipar a compra do ingresso pode reservar o bilhete pelo telefone (73) 4102-0580 ou compra-lo no site www.teatropopulardeilheus.com.br.

  
Medida por Medida (Ficha Técnica):

Texto: William Shakespeare
Direção e dramaturgia: Romualdo Lisboa
Tradução: Fernando Yamamoto (Clowns de Shakespeare)
Elenco: Cabeça Isidoro, Aldenor Garcia, Márcia Mascarenhas, Tânia Barbosa, Takaro Vítor, Maurício Lima, Ed Paixão, Ely Izidro, Pablo Lisboa, Iara Colina.
Apresentação dia 18 de maio, às 19h, na Tenda Teatro popular de Ilhéus.

Após o espetáculo, bate-papo com o Prof. Dr. Helvécio Giudice Argolo, com o tema: A (im)parcialidade do Judiciário e a (des)confiança do povo na justiça: mitos e verdades.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

PROGRAMAÇÃO DO FIM DE SEMANA NA TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS






            No mês de maio a Tenda TPI está com uma programação especial. Toda formada por espetáculos dos grupos residentes do espaço.
Nesta sexta-feira (11/05), às 19h, tem ENSAIO SOBRE UMA TAL DEMOCRACIA. O cantor e compositor Cabeça Isidoro fala, segundo ele, “do uso, desuso e o abuso da Democracia na atual conjuntura política do Brasil”. Um espetáculo musical produzido pel’O Criadouro Produção Cultural com percussão de JahGGa (O’Quadro).
            Após o espetáculo haverá um bate-papo com o Prof. Ramayana Vargens. O tema: Democracia e representação popular.
            Sábado (12/05), às 18h, é a vez da criançada se divertir com o CLUBE DOS PALHAÇOS. Os atores Ed Paixão, Gilberto Moraes e Márcia Mascarenhas se juntam para criar, a cada encontro,  números clássicos da palhaçaria universal, além de reprises montadas especialmente para o espetáculo. Diversão garantida para toda a família!
           

O quê: Ensaio sobre uma tal democracia
Quando: 11/05 – 19h.
Onde: Tenda Teatro Popular de Ilhéus

O quê: CLUBE DOS PALHAÇOS.
Quando: 12/05 – 18h.
Onde: Tenda Teatro Popular de Ilhéus

*Durante o mês de maio todos os espetáculos estarão com ingresso a preço promocional de meia entrada para todo o público (no valor de R$ 10,00).

quarta-feira, 2 de maio de 2018

TEATRO POPULAR DE ILHÉUS LANÇA PROGRAMAÇÃO DO MÊS DE MAIO








           
            No mês de maio o Teatro Popular de Ilhéus inicia as comemorações pelos 23 anos do grupo. A programação da Tenda TPI contará com espetáculos em valor promocional de meia entrada para todos.
            A primeira atração é a peça TEODORICO MAJESTADE: As últimas horas de um prefeito, em cartaz nesta sexta-feira (04/05), às 19h. O espetáculo conta histórias do jogo político através das falcatruas praticadas em Ilha Bela, lugar fictício que pode representar qualquer cidade do Brasil. Com diálogo leve e bem humorado, escrito em cordel, o texto fala sobre a responsabilidade e exercício de cidadania de uma população que se revoltou contra Teodorco Majestade, um prefeito corrupto que entregou Ilha Bela ao caos.
            Após o espetáculo haverá um bate-papo com o Prof. Dr. Josué Cândido da Silva, com o tema: O papel da ética numa sociedade em crise.
            No dia 11 de maio (sexta-feira), às 19h, tem ENSAIO SOBRE UMA TAL DEMOCRACIA. O cantor e compositor Cabeça Isidoro traz, através da própria  perspectiva, “o uso, desuso e o abuso da Democracia na atual conjuntura política do Brasil”. Um espetáculo musical  produzido pel’O Criadouro Produção Cultural e com percussão de JahGGa.
            Após o musical haverá um bate-papo com o Prof. Ramayana Vargens com o tema: Democracia e representação popular.
            No sábado (12/05), às 18h, é a vez da criançada se divertir com o CLUBE DOS PALHAÇOS. Os atores Ed Paixão, Gilberto Moraes e Márcia Mascarenhas se juntam para criar, a cada encontro,  números clássicos da palhaçaria universal, além de reprises montadas especialmente para o espetáculo. Diversão garantida para toda a família!
            Na semana seguinte tem MEDIDA POR MEDIDA. Espetáculo inspirado na obra homônima do dramaturgo britânico William Shakespeare. A montagem é uma comédia onde a história se desdobra a partir das decisões de Ângelo, juiz implacável que substitui o Duque de Viena, cumprindo à risca as leis. A peça aborda ainda temas como poder, corrupção e os dilemas éticos e morais da vida pública e privada.
            A apresentação acontece no dia 18 de maio, às 19h. Logo após o espetáculo tem um bate-papo com o Prof. Dr. Helvécio Giudice Argolo, com o tema “A (im)parcialidade do Judiciário e a (des)confiança do povo na justiça: mitos e verdades”.
            No dia 25 deste mês, às 19h, tem o retorno de “OS FUZIS DA SENHORA CARRAR”. Da obra de Bertolt Brecht, o espetáculo conta a história de Teresa Carrar, uma mãe, viúva, que tenta manter a integridade dos filhos em meio à guerra civil espanhola. O texto, escrito em 1937, durante o conflito, provoca o público a pensar sobre a estupidez das guerras, a desumanização e impotência a que são submetidas as sociedades. Após o espetáculo haverá um bate-papo com o ativista político Shi Mário Schneider, com o tema “Mobilização popular: o caso Reúne Ilhéus”.
            A Tenda TPI fica localizada na Avenida Soares Lopes e é administrada pelo Teatro Popular de ilhéus, instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.


Adicionar legenda

terça-feira, 24 de abril de 2018

CARAVANA TRÊS MARIAS SE APRESENTA EM ILHÉUS






Fechando a programação do mês de abril na Tenda Teatro Popular de Ilhéus tem a “Caravana Três Marias”, nos dias 27, 28 e 29 (de sexta-feira a domingo). Três espetáculos solos de Salvador vêm à cidade, com linguagens e estéticas bem diferentes, porém com os nomes de suas personagens  em comum: Maria. O projeto tem como objetivo promover meios de sustentabilidade de espetáculos solos, estimulando o encontro e trocas de experiências entre artistas e profissionais da cena, bem como questionar sua posição nas atuais políticas e práticas culturais.
Na sexta-feira (27/03), às 20h, a atriz Simone Brault vive Dolores Maria, uma travesti carismática e performática no “Solo Almodóvar”. Além das discussões de gênero e sexualidade, a montagem inspirada no universo de Pedro Almodóvar diverte e estabelece uma cumplicidade com o público. O espetáculo mescla realidade e ficção com sarcasmo, humor, tragédia e melodrama entremeados por músicas utilizadas nas películas.
Sábado (28/04) acontece “Amanheceu”, às 20h, com Juliana Bebé. O espetáculo discorre sobre o dia a dia de mais uma Maria, costureira, fã de música sertaneja que passa as madrugadas trabalhando, para entregar suas encomendas tendo como companheiro um rádio. Maria da Silva, leva sua vida tranquilamente, com leveza e humor, até que numa noite insone acaba tomando conhecimento, através de seu rádio, de casos de violência contra a mulher. O espetáculo traz à tona, de forma inusitada com humor e reflexão, temáticas sobre a violência contra a mulher. Vale destacar também o uso de extrema sutileza para transitar entre a comédia (gênero que predomina no solo) e o drama. A música original é composta por Milton Nascimento especialmente para o espetáculo.
            Domingo (29/04), às 19h é a vez de Bruno de Souza viver “Benedita”.  O solo traz à tona a preservação de Patrimônio Imaterial Cultural quando leva o público a conhecer de perto Maria Benedita, uma simpática senhora genuinamente brasileira, contadora de histórias, lavadeira-curandeira-bruxa-feiticeira, com uma imponente relação com o misticismo e com o indizível. Ela perpassa o curandeirismo e a espiritualidade, traços inerentes à cultura popular e brinda o espectador com histórias de riso, amor, tragédia e solidão.
A Tenda TPI fica localizada na Av. Soares Lopes e é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.
 





Observação: O valor do ingresso (em cada um dos três espetáculos) está R$ 4,00 inteira e R$ 2,00 meia.


Link da reportagem sobre o Julgamento Simulado do índio Caboclo Marcelino

Link da reportagem sobre o Julgamento Simulado do Índio Caboclo Marcelino. Projeto da Defensoria Pública em parceria com o Teatro Popular de Ilhéus.


segunda-feira, 16 de abril de 2018

PROJETO NA TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS DEBATE DIREITOS HUMANOS




O mês de abril marca a volta do “Improviso Oxente” - projeto realizado pelo Teatro Popular de Ilhéus para debater assuntos diversos e oportunizar momentos artísticos na região. No ano em que a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 70 anos, o TPI e a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), através de sua Assessoria de Relações Internacionais, promovem debates sobre Direitos Humanos e diversidade.
No dia 17/04 (terça-feira), às 19h, “Guerra e Paz – conflitos que ampliam a desigualdade” é o tema mediado por Rafael Guimarães (UFSB). Com a participação de Andrea Liliana Ortiz Gonzalez (Universidad Sergio Arboleda / Colômbia), falando sobre “Conflito armado e processo de paz na Colômbia”, e Janira França, militante da educação e movimento de mulheres negras do campo, falando sobre “O papel da mulher na luta pela terra”.
No dia 24/04 (terça-feira), também às 19h, o “Improviso Oxente” continua com o tema Direitos Humanos através da mediação de Cleber Braga (Universidade Federal do Amapá – UFAM) sobre o tópico “As lutas dos povos ancestrais”.  Maya Aguiluz Ibargüem (Universidad Nacional Autonoma de Mexico) aborda sobre o “Conselho indígena de Governo e a vocera Marichuy: ganhos políticos”. Casé Angatu Xukuru (UESC) e Katu Tupinambá (Diretor da Escola Estadual Indígena Tupinambá de Abaeté / Brasil) serão os responsáveis pelo assunto “A luta pela demarcação das terras em Olivença”.
            O “Improviso Oxente acontece na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, na Av. Soares Lopes, e a entrada é gratuita.
            O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.







terça-feira, 10 de abril de 2018

ESPETÁCULO TEATRAL RESGATA A HISTÓRIA MÍSTICA DAS CARRANCAS NA TENDA TPI


Neste sábado (14/04), às 20h, o público ilheense pode fazer um resgate histórico. O espetáculo “Carranca”, da Cia de Teatro Mistura (de Ibotirama-BA), fala sobre a história das esculturas de madeira que ficavam nas proas dos barcos. Com os objetivos de espantar os maus espíritos, afugentar mal olhado e proteger os barqueiros, as carrancas ainda estão presentes no imaginário popular dos ribeirinhos.
Para falar dessas figuras místicas ninguém melhor que Zé das Carrancas, personagem pitoresco e engraçado, interpretado por Gilberto Morais. Cantando, declamando seus versos e rimas, o interlocutor desta peça traz em seu corpo e alma a magia da escultura da carranca.
O espetáculo fica em cartaz na Tenda Teatro Popular de Ilhéus apenas neste sábado e o ingresso custa R$20,00 inteira e R$10,00 meia-entrada.





O quê: Espetáculo “Carranca”.
Quando: Neste sábado (14/04), às 20h.
Onde: Tenda Teatro Popular de Ilhéus – Av. Soares Lopes.
Ingresso: R$20,00 inteira e R$10,00 meia



quarta-feira, 4 de abril de 2018

TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS LANÇA PROGRAMAÇÃO DO MÊS DE ABRIL




 

             O Teatro Popular de Ilhéus disponibiliza a programação do mês de abril no site e demais redes sociais do grupo. A primeira semana é marcada pelo início de quatro oficinas na Tenda TPI, sendo três de Teatro e uma de Palhaçaria.
            Com vagas limitadas, as oficinas de teatro iniciaram nesta terça-feira (03/04). A turma 1, para crianças de 07 a 11 anos, acontece das 15h às 16h30. A turma 2, para jovens de 12 a 17 anos, começa às 17h e vai até 18h30. A turma 3, destinada aos adultos, inicia às 19h e vai até as 22h. As aulas dos cursos de teatro acontecem sempre às terças e quintas até o dia 22 de junho. As três turmas ainda possuem vagas para quem quiser se inscrever.
            No domingo, dia 08/04, tem oficina de palhaça para mulheres, às 15h. Ministrada pela palhaça e arte educadora Driely Alves, a oficina “E a palhaça o que é?" convida o público feminino a descobrir e aflorar sua comicidade criativa por meio de jogos cômicos e de dinâmicas físicas e energéticas. A sua concepção parte do princípio de que a melhor forma de gerar conhecimento é a partir da ação criativa, a exploração e a experimentação.
            Dia 14/04, sábado, tem apresentação às 20h do espetáculo “Carranca”, da Cia de Teatro Mistura (de Ibotirama-BA). A montagem fala sobre a história das Carrancas, escultura de madeira que ficavam nas proas dos barcos para espantar os maus espíritos, afugentar mal olhado e proteger os barqueiros. Zé das Carrancas, figura pitoresca e engraçada, é o interlocutor desta peça que, cantando e declamando seus versos e rimas, traz em seu corpo e alma a magia da escultura da CARRANCA (com todos os seus significados e história).
            O mês de abril também marca a volta do “Improviso Oxente”. No ano em que a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 70 anos, o Teatro Popular de Ilhéus e a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), através de sua Assessoria de Relações Internacionais, promovem debates sobre Direitos Humanos e diversidade. No dia 17/04 (terça-feira), às 19h, “Guerra e Paz – conflitos que ampliam a desigualdade” é o tema mediado por Rafael Guimarães (UFSB). Com a participação de Andrea Liliana Ortiz Gonzalez (Universidad Sergio Arboleda / Colômbia), falando sobre “Conflito armado e processo de paz na Colômbia”, e Janira França, militante da educação e movimento de mulheres negras do campo, falando sobre “O papel da mulher na luta pela terra”.
No dia 24/04 (terça-feira), também às 19h, o “Improviso Oxente” continua com o tema Direitos Humanos através da mediação de Cleber Braga (Universidade Federal do Amapá – UFAM) sobre o tópico “As lutas dos povos ancestrais”.  Maya Aguiluz Ibargüem (Universidad Nacional Autonoma de Mexico) aborda sobre o “Conselho indígena de Governo e a vocera Marichuy: ganhos políticos”. Casé Angatu Xukuru (UESC) e Katu Tupinambá (Diretor da Escola Estadual Indigena Tupinambá de Abaeté / Brasil) serão os responsáveis pelo assunto “A luta pela demarcação das terras em Olivença”.
No dia 20/04 (sexta-feira), às 17h, a Defensoria Pública do Estado da Bahia, em parceria com o Teatro Popular de Ilhéus, realizará a terceira edição do projeto “Júri Simulado: releitura do Direito na História”, levando a julgamento o ‘Índio Caboclo Marcelino’. O evento busca garantir os direitos de personagens da história nacional que, à época, não puderam exercer com plenitude a garantia do contraditório e da ampla defesa. Revisitar a história do Índio Caboclo Marcelino é uma das formas de retomar e difundir a narrativa dos índios Tupinambás de Olivença, a cultura e a memória regionais, além de promover os direitos humanos.
No sábado (21/04) o TPI fará uma participação no projeto Ciranda Ilhéus na Praça, na Cidade Nova, com a apresentação de “Cine Incidental e Conto & Cantigas”. A atividade inicia às 17h na Praça Antônio Viana Dias da Silva, ao lado do Hospital de Ilhéus.
Nos dias 27, 28 e 29 de abril, fechando a programação do mês, tem a “Caravana Três Marias”. Três espetáculos solos de Salvador vêm à Ilhéus, com linguagens e estéticas bem diferentes, porém com os nomes de suas personagens  em comum: Maria. O projeto tem como objetivo promover meios de sustentabilidade de espetáculos solos, estimulando o encontro e trocas de experiências entre artistas e profissionais da cena, bem como questionar sua posição nas atuais políticas e práticas culturais.
Na sexta-feira (27/03), às 20h, a atriz Simone Brault vive Dolores Maria, uma travesti carismática e performática no “Solo Almodóvar”. Além das discussões de gênero e sexualidade, a montagem inspirada no universo de Pedro Almodóvar diverte e estabelece uma cumplicidade com o público. O espetáculo mescla realidade e ficção com sarcasmo, humor, tragédia e melodrama entremeados por músicas utilizadas nas películas.
Sábado (28/04) acontece “Amanheceu”, às 20h, com Juliana Bebé. O espetáculo discorre sobre o dia a dia de mais uma Maria, costureira, fã de música sertaneja que passa as madrugadas trabalhando, para entregar suas encomendas tendo como companheiro um rádio. Maria da Silva, leva sua vida tranquilamente, com leveza e humor, até que numa noite insone acaba tomando conhecimento, através de seu rádio, de casos de violência contra a mulher. O espetáculo traz à tona, de forma inusitada com humor e reflexão, temáticas sobre a violência contra a mulher. Vale destacar também o uso de extrema sutileza para transitar entre a comédia (gênero que predomina no solo) e o drama. A música original é composta por Milton Nascimento especialmente para o espetáculo.
            Domingo (29/04), às 19h é a vez de Bruno de Souza viver “Benedita”.  O solo traz à tona a preservação de Patrimônio Imaterial Cultural quando leva o público a conhecer de perto Maria Benedita, uma simpática senhora genuinamente brasileira, contadora de histórias, lavadeira-curandeira-bruxa-feiticeira, com uma imponente relação com o misticismo e com o indizível. Ela perpassa o curandeirismo e a espiritualidade, traços inerentes à cultura popular e brinda o espectador com histórias de riso, amor, tragédia e solidão.
A Tenda TPI fica localizada na Av. Soares Lopes e é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.

 


segunda-feira, 26 de março de 2018

A HISTÓRIA DE JESUS GANHA NOVA MONTAGEM EM ILHÉUS





            Ainda comemorando o mês do teatro e do circo, a programação da Tenda TPI conta com o espetáculo “VIAS”, direção de Valdiná Guerra.
Em cartaz nos dias 27, 28 e 29 (de terça à quinta-feira), às 19h30, a montagem fala de duas histórias paralelas em tempos e locais diferentes (Galileia/Judeia, época de Jesus, e sertão do Nordeste brasileiro, no momento atual). Em determinado momento as realidades se fundem. Valdiná, que também assina o texto, explica que a história de Cristo é utilizada “para poder questionar alguns paradigmas impostos por uma construção hegemônica do que é cristão e, para isso, são utilizados alguns textos apócrifos do evangelho e obras que dialoguem com eles”.
A diretora revela ainda que “o homem nordestino é usado como metáfora desse Cristo de hoje em dia”. Questionamentos sobre gênero e raça também fazem parte dos motes da peça.
O elenco é formado por alunos do Curso Técnico de Teatro do Centro Estadual de Educação Profissional do chocolate Nelson Schaun (CEEP) e o Grupo Arte no Atto.
            A Tenda TPI está localizada na Avenida Soares Lopes, próxima ao Cine Santa Clara, e é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus (instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia). Mais informações: (73) 4102-0580.

O quê: Espetáculo VIAS
Quando: 27, 28 e 29 de março. Às 19h30.
Onde: Tenda Teatro Popular de Ilhéus
Ingressos: Inteira R$ 20,00. Meia R$ 10,00.

segunda-feira, 19 de março de 2018

DOIS ESPETÁCULOS DE SALVADOR FAZEM DOBRADINHA TEATRAL NA TENDA TPI




Os amantes das artes cênicas podem comemorar. Nos dias 23 e 24 de março (sexta e sábado) a Tenda Teatro popular de Ilhéus será palco de dois espetáculos baianos incríveis: “Entre Nós – Uma comédia sobre diversidade” e “EGOTRIP – Ser ou não ser? Eis a comédia”.
As duas montagens são dirigidas por João Sanches e contam com elencos estelares da nova geração do teatro da Bahia. A produção é da Quatro Produções Artísticas.
Às 18h Igor Epifânio e Anderson Dy Souza vivem em “Entre Nós – uma comédia sobre diversidade” uma reflexão bem irônica sobre os diversos temas e afetos do mundo atual: família, estudo, trabalho, política, amor e sexualidade. Tudo com muito bom humor. A peça traz à tona o tema diversidade e discute o respeito às diferenças.
Selecionado pelo Edital Setorial de Culturas identitárias 2016 da Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia, este espetáculo foi apresentado para mais de 30 escolas, 17 teatros, dois países, 17 cidades, em nove estados brasileiros, somando um público de 100 mil pessoas. “O espectador sempre nos emociona. As reações apaixonadas da plateia nesses anos foram muito surpreendentes e continuam sendo. A aceitação entusiasmada do público talvez seja o que pode haver de mais gratificante para um artista. Além disso, acredito que todos avanços nos direitos humanos são conquistas que demandam empenho permanente e, por isso, vale sempre a pena continuar promovendo a reflexão, o respeito e o amor”, afirma o diretor do espetáculo João Sanches.
A obra ganhou três categorias do Prêmio Braskem de Teatro (Melhor Texto, Melhor Espetáculo e Melhor Ator) e, segundo Sanches, tem proporcionado momentos muitos felizes à equipe. “Viajamos o País inteiro, fizemos temporadas no Rio, São Paulo, apresentações no Acre, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Paraná, e em diversas cidades do interior da Bahia. Tivemos a honra de participar de muitos Festivais de Teatro e, entre eles, o Festival Internacional de Teatro Hispânico, que ocorre anualmente em Miami (USA).
A outra montagem, “EGOTRIP – Ser ou não ser? Eis a comédia”, acontece também nos dias 23 e 24 deste mês, porém às 21h.
O espetáculo começa com um grupo de quatro amigos tipicamente urbanos e individualistas decidindo viajar para uma longínqua cidadezinha do interior com o propósito de recuperar um suposto “anel de nobreza” pertencente à família de um deles. Nas curvas dessa viagem, os personagens viverão uma série de situações cômicas e dramáticas que transformarão suas percepções sobre o mundo.
No elenco Igor EpifânioAlexandre MoreiraJarbas Oliver e Wanderley Meira. Quatro artistas que vêm se destacando nos palcos do Brasil e reconhecidos em Salvador graças a espetáculos como “A Bofetada”, “Os Cafajestes”, “Siricotico” e “Camila Backer”, além de “Entre Nós – Uma comédia sobre diversidade” (Prêmio Braskem de Melhor Espetáculo, Melhor Texto e Melhor Ator, em 2013).
Ingressos à venda na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes. Mais informações: (73) 4102-0580.
O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.


O quê: Espetáculo “Entre Nós – Uma comédia sobre diversidade”
Quando: 23 e 24 de março, às 18h
Onde: Tenda Teatro Popular de Ilhéus
Ingressos: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia 

O quê: Espetáculo “EGOTRIP – Ser ou não ser? Eis a comédia”
Quando: 23 e 24 de março, às 21h
Onde: Tenda Teatro Popular de Ilhéus

Ingressos: R$ 30,00 inteira e R$ 15,00 meia

terça-feira, 13 de março de 2018

TEATRO POPULAR DE ILHÉUS ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS DE TEATRO


O Teatro Popular de Ilhéus, instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais do Estado da Bahia, abre as inscrições para três turmas de teatro na Tenda TPI.
As turmas serão divididas por faixa etária. Tânia Barbosa, diretora e atriz do TPI desde a fundação do grupo, é a responsável pela Turma 1 (destinada a crianças de 07 a 11 anos). A turma 2 (para jovens de 12 a 17 anos) será ministrada por Pedro Albuquerque, ator formado pelo curso de Artes Cênicas da UFBA e membro do TPI desde 2005.
A Turma 3 (para maiores de 18 anos) será ministrada por Romualdo Lisboa, diretor do Teatro Popular de Ilhéus.
As aulas começarão no dia 03 de abril e seguem até 21 de junho, data da conclusão do curso, entrega de certificados e estreia das montagens resultantes das oficinas.
Sempre às terças e quintas, as aulas acontecem na Tenda TPI, na Av. Soares Lopes próximo ao Cine Santa Clara. TURMA 1: Aulas de 15h às 16h30. TURMA 2: Aulas de 17h às 18h30. TURMA 3: Aulas de 19h às 22h.
                       

Investimento:

TURMA 1 (Carga Horária 36h): Única parcela de R$ 200,00 ou 3x de R$ 75,00 (total de R$ 225,00)

TURMA 2 (Carga Horária 36h): Única parcela de R$ 200,00 ou 3x de R$ 75,00 (total de R$ 225,00)

TURMA 3 (Carga Horária 72h): Única parcela de R$ 250,00 ou 3x de R$ 100,00 (total de R$ 300,00)


Inscrições abertas a partir de 14 de março na Tenda Teatro Popular de Ilhéus de segunda à sexta das 14h às 18h.

Mais informações: (73) 4102-0580.